Focos e Objetivos

Qual é o seu objetivo de vida? Aonde você quer chegar?
O que deseja para sua vida?
 

Para responder essas e outras perguntas, temos que ter uma meta, uma finalidade, um propósito, um objetivo.

Vivemos num mundo acelerado, corremos de um lado para o outro e por esse motivo, perdemos muitas vezes o nosso foco. Nossa rotina é estressante, temos uma sobrecarga muito grande, não administramos o tempo como deveríamos, e com certeza não fazemos projetos para as nossas vidas.

Quantas pessoas desejam abrir um negócio, ser grandes diretores e gerentes de empresas, verdadeiros líderes para trazer resultados com suas equipes, mas acabam perdidos no caminho, por não terem foco e não chegam a lugar algum? É importante ter foco e objetivos na vida para alcançarmos o sucesso, estabelecendo prioridades para concentrar suas energias para realizar o que deseja na vida, estipulando metas a serem alcançadas. Leia Mais

Como melhorar minha autoestima

 

Muitas pessoas apresentam problemas com autoestima, e com isso, precisamos entender a sua importância na vida do ser humano. A visão que a pessoa tem de si mesma é algo relevante que afeta os relacionamentos em todas as áreas da vida.

A maneira como eu me porto no trabalho, na família, nos relacionamentos, entre outros, mostra quem realmente eu sou comigo mesmo e como isso afeta meu relacionamento intrapessoal e interpessoal com as pessoas.

A autoestima é a capacidade de valorizar e amar a si mesmo, confiar na sua capacidade de pensar, agir e reagir.  A pessoa que tem uma autoestima alta consegue passar pelos desafios da própria vida de maneira harmoniosa entre o que sente e o que se diz. Torna-se possível também alcançar um melhor desempenho profissional.

Leia Mais

Como ter atitudes para vencer o medo de falar em público

O que fazer para vencer o medo de falar em público?

O que é o medo? Eu tenho medo de que? O que fazer para superar?

  

          O conceito de medo está relacionado a uma sensibilidade causada por um estado de sobreaviso que nos leva ao temor de realizar algo.

Esse sentimento geralmente é percebido por ameaças advindas de fatores físicos ou fatores psicológicos. Quando sentimos medo, as reações químicas que acontecem no nosso organismo descarregam adrenalina, afetando as batidas do coração e instalando certo tremor.

          Medo– Pode ser classificado como situação diferente ou nova que surge no caminho.  O medo está diretamente ligado às associações que fazemos ao longo da nossa vida.

Tudo que passamos na nossa infância pode proporcionar sequelas para nossa vida de adulto. Se tivermos na infância alguma situação que nos trouxe algum desconforto ao falar em público, levamos isso, de alguma forma, para a nossa vida.

Leia Mais

Como ser um bom líder

Gerenciar é fazer direito as coisas; ser líder é fazer as coisas certas.

(Peter Drucker)

 Ser um bom líder é ter a competência para exercer influência sobre pessoas, conduzir grupos com habilidade usando sempre a motivação, no intuito de obter objetivos comuns na busca por resultados.

Um bom líder precisa conhecer sua empresa como um todo para realizar o trabalho de forma a obter resultados eficientes e eficazes com sua equipe de trabalho, e sendo assim, também é muito importante que o líder conheça seus colaboradores um a um.

Ser um bom líder é ter autoconhecimento, saber liderar a si mesmo para assim liderar sua equipe de trabalho e, além disso, liderar é fazer e ter seguidores, canalizar suas energias e forças para motivar e alimentar o espírito de equipe. Um líder deve ser um exemplo para os seus seguidores.

Quais são as características de um bom líder?

  •   Profissional inspirador
  •   Flexível
  •   Sabe delegar
  •   Bom comunicador
  •   Bom ouvinte
  •   Tem foco
  •   Ser exemplo
  •   Ser motivador
  •   Ser inovador
  •  

    Só existe uma forma de liderar? Não!

    Saiba qual é seu estilo de liderança

    1-   Líder autocrático – Apenas ele fixa as diretrizes sem qualquer participação do grupo. “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”, esse é o seu lema.

    2-   Líder democrático – As diretrizes são debatidas pelo grupo, estimulada e assistida pelo líder. Todos participam e dão ideias.

    3-   Laissez faire (livre) – Há liberdade completa para as decisões grupais ou individuais, com participação de todos envolvidos no processo.

    4-   Liderança Situacional – Esse tipo de liderança é voltado para situações diferentes, ou seja, ela se adequa a diferentes tarefas propostas, e nesse caso, o estilo é que tem que se ajustar à situação.

    Situações empresariais diferentes exigem uma flexibilidade de estilos, e assim se aplicar o estilo certo, na hora certa e com as pessoas certas. O ideal é que cada líder tenha essa flexibilidade de estilos para atuar e trazer resultados efetivos.

    E se eu quiser ser um bom líder? Quais as três habilidades de um líder?

    SENSIBILIDADE SITUACIONAL – Ler a situação  e analisar.

    FLEXIBILIDADE DE ESTILOS – É a habilidade de usar uma variedade de estilos para enfrentar uma variedade de situações.

    GESTÃO SITUACIONAL – É a habilidade de mudar a situação quando necessário.

     

    Um Bom Líder faz com que homens comuns realizem coisas incomuns”.

    (Peter Drucker)

     

    E qual o seu estilo de liderança? Há predominancia de algum estilo ? Deixe seu comentário! Compartilhe com seus amigos!

    Aproveite e assine minha newsletter para responder uma enquete e descobrir qual seu estilo de liderança !

     

    Ser feliz e viver de forma plena, é possível?

    Quer viver plenamente e ser feliz?

    Mas…o que fazer para ser feliz ?

    Carl Gustav Jung foi um dos maiores psiquiatras do mundo. Fundador da escola analítica de psicologia, ele introduziu termos como extroversão, introversão e o inconsciente coletivo. Jung ampliou as visões psicanalíticas de Freud, interpretando distúrbios mentais e emocionais como uma tentativa do indivíduo em buscar a perfeição pessoal e espiritual. Nestas buscas, Carl Gustav Jung acreditava que na vida de cada individuo teria como principal tarefa uma realização pessoal, o que tornaria uma pessoa inteira e sólida. A felicidade, segundo Jung, está dentro de nós. Para ser feliz, o que podemos e devemos fazer é  buscar do autoconhecimento e a percepção para saber exatamente o que queremos e desejamos da vida.

    Ser feliz é simples e fácil!  Podemos evoluir à medida que expandimos nossa consciência. Mas o que é expandir a consciência? O que eu posso fazer para expandi-la?  Quando você está informado de tudo que lhe acontece,  de tudo que diz respeito a sua vida, seus desejos, seus propósitos, valores, crenças e objetivos, você apresenta uma percepção do que acontece ao seu redor, e assim, gera evolução na medida em que vai ampliando sua consciência. Quanto mais você desenvolve sua consciência, melhor.  Porque assim fica mais fácil buscar dentro de você, a força, o equilíbrio tanto pessoal, como espiritual. Na medida em que tudo isso acontece, você vai dando passos adiante na sua vida. É imprescindível ter um conhecimento de si mesmo.

     Para que você expanda sua consciência é preciso fazer algumas reflexões sobre sua vida. A fim de lhe ajudar,faça as seguintes reflexões internas:

     

    • E se eu viver com mais consciência as minhas decisões, valores e crenças, quais serão as mudanças que acontecerão no meu comportamento?
    • E se eu perceber com consciência as atitudes que tenho tomado na vida?
    • E se eu atentar-me com mais 5% de consciência para as minhas prioridades?
    • E se eu realizar com mais 5% de consciência as minhas atividades hoje?
    • E se eu prestar atenção ao modo como são as minhas relações interpessoais e intrapessoais?
    • E se eu viver com mais 5% de consciência todos os valores da minha vida ? Estou tendo consciência do que se passa ao meu redor?

     

    Você é 100% responsável por suas escolhas e seus atos!

    E você tem consciência dos seus atos e escolhas? Ou é vítima do destino? Pense nisso!

    Deixe seu comentário! Compartilhe com seus amigos! Faça sua reflexão sobre ser feliz nos campos abaixo!

    Aproveite e assine minha newsletter na qual eu dou algumas dicas do que fazer para ser mais feliz !


    Escutatória, por Rubem Alves

    “Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir. Pensei em oferecer um curso de escutatória. Mas acho que ninguém vai se matricular.

    Escutar é complicado e sutil. Diz Alberto Caeiro que “não é bastante não ser cego para ver as arvores e as flores. É preciso também não ter filosofia nenhuma”. Filosofia é um monte de idéias, dentro da cabeça, sobre como são as coisas. Para se ver, é preciso que a cabeça esteja vazia.

    Parafraseio o Alberto Caeiro: “Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito; é preciso também que haja silêncio dentro da alma”. Daí a dificuldade: a gente não agüenta ouvir o que o outro diz sem logo dar um palpite melhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que a gente tem a dizer. Como se aquilo que ele diz não fosse digno de descansada consideração e precisasse ser complementado por aquilo que a gente tem a dizer, que é muito melhor.

    Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil de nossa arrogância e vaidade: no fundo, somos os mais bonitos…

    Tenho um velho amigo, Jovelino, que se mudou para os Estados Unidos estimulado pela revolução de 64. Contou-me de sua experiência com os índios.

    Reunidos os participantes, ninguém fala. Há um longo, longo silêncio. (Os pianistas, antes de iniciar o concerto, diante do piano, ficam assentados em silêncio, abrindo vazios de silêncio, expulsando todas as idéias estranhas.). Todos em silêncio, à espera do pensamento essencial. Aí,
    de repente, alguém fala. Todos ouvem.

    Terminada a fala, novo silêncio. Falar logo em seguida seria um grande desrespeito, pois o outro falou os seus pensamentos, pensamentos que ele julgava essenciais. São estranhos. É preciso tempo para entender o que o outro falou. Se eu falar logo a seguir, são duas as possibilidades.

    Primeira: “Fiquei em silêncio só por delicadeza. Na verdade, não ouvi o que você falou. Enquanto você falava, eu pensava nas coisas que iria falar quando você terminasse sua (tola) fala. Falo como se você não tivesse falado”.

    Segunda: “Ouvi o que você falou. Mas isso que você falou como novidade eu já pensei há muito tempo. É coisa velha para mim. Tanto que nem preciso pensar sobre o que você falou”.

    Em ambos os casos, estou chamando o outro de tolo. O que é pior que uma bofetada. O longo silêncio quer dizer: “Estou ponderando cuidadosamente tudo aquilo que você falou”. E assim vai a reunião. Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia. Eu comecei a ouvir!

    Fernando Pessoa conhecia a experiência, e se referia a algo que se ouve nos interstícios das palavras, no lugar onde não há palavras. A música acontece no silêncio. A alma é uma catedral submersa.

    No fundo do mar quem faz mergulho sabe – a boca fica fechada. Somos todos olhos e ouvidos. Mas, livres dos ruídos do falatório e dos saberes da filosofia, ouvimos a melodia que não havia, que de tão linda nos faz chorar. Para mim, Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também. Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto.”

    Texto de Rubens Alves

    A arte de se comunicar com expressividade e eloquência

    Lúcia Romão publicou um ótimo artigo na revista O Magistrado do IMAG-DF (Instituto dos Magistrados do Distrito Federal).

    O IMAG é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 1999 por integrantes do Poder Judiciário da União sediados no Distrito Federal. A instituição divulga e debate temas relevantes para a sociedade e contribui para a atualização e o aperfeiçoamento do ordenamento jurídico nacional. Contanto, Lúcia Romão, abordando o tema Educação publica artigo sobre “A arte de se comunicar com expressividade e eloquência.

    Confira a Matéria:

    A comunicação oral é uma forma de expressão que envolve a linguagem falada, em todas as áreas da vida do ser humano, e requer conhecimentos adquiridos para expressar ideias, fatos, defesas ou mesmo realizar discursos de forma confiante e eloquente. Mas o que vem a ser isso?

    Eloquência — Capacidade de falar e expressar-se com facilidade.

    Retórica — Conjunto de regras relativas à eloquência.

    A eficácia da comunicação é um requisito indispensável para a vida das pessoas, em sua totalidade, que as prepara para enfrentar numerosas situações e as desenvolvem em suas competências, habilidades e atitudes, mobilizando-as para uma prática na arte de falar corretamente e sem inibições. É muito comum as pessoas terem medo de se expressar em público, em reuniões, apresentações de trabalhos de faculdades, etc. Essa postura normalmente gera ansiedade e muito estresse. Daí concluímos que falar em público não é uma tarefa tão fácil e simples assim.

    O impacto das tecnologias na sociedade atual é percebido de forma intensiva na vida do indivíduo, gerando assim urna ampliação de acesso à informação e levando o maior número de pessoas a Lerem oportunidade de novos desafios na disseminação do conhecimento. Tal impacto traz resultados inovadores, onde o capital intelectual’ é de grande relevância para o mundo atual. À medida que as pessoas aprendem, elas se desenvolvem, e segundo Roger (1985), da seguinte maneira: “Por aprendizagem significativa entendo uma aprendizagem que é mais que a acumulação de fatos. É aprendizagem que provoca modificação, quer seja no comportamento cio indivíduo, na orientação da ação Mura que escolhe ou nas suas atitudes e personalidade. É uma aprendizagem penetrante, que não se limita a um aumento de conhecimentos, mas que penetra profundamente todas as parcelas da existência.” (ROGERS, 1985).
    Para atuar no mundo do trabalho, onde imperam a transitoriedade e as constantes transformações, é necessário propiciar o desenvolvimento de atitudes, tais como: iniciativa, persistência, exigência de qualidade, flexibilidade, objetividade, informações para a eficácia da comunicação e expressão verbal. Estimular a busca do conhecimento, a criatividade, o autoconhecimento, e descobrir o seu potencial enquanto indivíduo é requisito primordial para o crescimento no âmbito geral da sua vida.

    Veja outro post sobre Oratória: Lúcia Romão realiza curso de oratória em grandes empresas

     

    Feliz Natal

    Desejo boas festas e um ótimo ano novo!
    Que todos os seus desejos se realizem.

    Eu acredito em você!

    Lúcia Romão

    Delma Vieira, proprietária da rede Maranata Construções, lista as vantagens do coaching

     

    De acordo com Delma Vieira, o coaching significou ” obter um novo olhar” para as oportunidades, e utilizar de forma efetiva as ferramentas que temos, mas muitas vezes não conseguimos enxergar.
    As vantagens de fazer o Coaching são várias:
    “- Organizar melhor as idéias; encarar os desafios com mais tranquilidade; autoconfiança; ser capaz de compreender as diferenças das pessoas e seus pontos de vista.
    – Com certeza, aprender é um exercício contínuo e quero sempre buscar melhorar.
    – Sim. Conseguimos maior eficiencia na nossa gestão de pessoas.
    – Houve um progresso significante, posso considerar como excelente.
    – Vale a pena investirmos, no nosso desenvolvimento pessoal e profissional, so temos a ganhar e o coaching nos proporciona este crescimento, de forma prática e fácil.
    – A coaching Lúcia Romão, é uma excelente profissional, compromentida, paciente, pontual, possui visão global o que facilita muito a comunicação e o aprendizado, tem o conhecimento necessário, para gerênciar essa ferramenta de gestão.”Delma Vieira é proprietária da rede Maranata Construções Ltda
    www.lojasmaranata.com.br

    Dra Rita Trindade – Spa Médico e Odontológico deixa um depoimento para Lúcia Romão

    “O coaching para mim foi uma experiência única, diferente de todos os tipos de terapias que eu já participei. Eu mudei os meus conceitos e atitudes em relação as pessoas e situações a minha volta.
    Eu recomendo o coaching para todas as pessoas com algum tipo de medo, depressão, insegurança ou com a simples vontade de mudar para melhorar. A Personal e Profissional Coaching Lúcia Romão é extremamente competente e segura em seu trabalho. A partir daí consegue ser firme e trabalhar objetivando o que realmente estamos buscando.”

    Rita Trindade

    Rita Trindade é Mestre em Dentística (Estética) pela Universidade Camilo Castelo Branco;
    – Especialista em Implantodontia pela Universidade Camilo Castelo Branco;
    – Credenciamento em Implantodontia na Alemanha e Estados Unidos;
    – Membro da FADI (Florida Academy of Dental Implantology);
    – Membro da American Academy of Cosmetic Dentistry;
    – Membro Fundadora da Academia Brasileira de Estética;

    Confira este Excelente Spa localizado em Brasília: www.ritatrindade.com